13/11/2014

Pré Adolescente Lição 07 - O Pecado na Igreja

Pré Adolescente
Lição 07 - O Pecado na Igreja

Texto Bíblico: Atos 5:1-4.
Objetivos:
  • Identificar e afastar-se da mentira;
  • Relacionar as formas de afastar-se da impureza.
Versículo para memorizar: “ O Senhor Deus desteta os mentirosos, porém ama os que dizem  a verdade.”  Provérbios 12.22
Palavra do dia: “SANTIFICAÇÃO
Lembrancinhas:



Lição 07 - O pecado na igreja



Texto Bíblico: Atos 5.1-4; Romanos 6.12,13

“O delito de Ananias não foi reter parte do preço do terreno; poderia ter ficado com tudo se quisesse; seu delito foi tentar impor-se 
sobre os apóstolos com uma mentira espantosa unida à cobiça, com o desejo de ser visto. Se pensarmos que podemos enganar a Deus, fatalmente enganaremos a nossa própria alma. Como é triste ver as relações que deveriam estimular-se mutuamente às boas obras, endurecerem-se mutuamente no que é mau! Este castigo, na realidade foi uma misericórdia para muitas pessoas. Ele faria as pessoas examinarem a si mesmas rigorosamente, com oração e terror da hipocrisia, cobiça e vanglória, e a continuarem agindo assim. Impediria o aumento dos falsos crentes. Aprendamos com isto quão odiosa a falsidade é para o Deus da verdade, e não somente evitar a mentira direta, mas todas as vantagens obtidas com o uso de expressões duvidosas e de significado duplo em nosso falar” (HENRY, Matthew. Comentário Bíblico. 1.ed. RJ, CPAD, 2002, p.891).

Boa Ideia:
Material: Duas laranjas apodrecidas e duas laranjas boas e um espremedor de frutas

Procedimento: Peça um aluno para cortar e espremer uma  
laranja (dê a laranja boa) e 
Convide outro aluno para cortar e espremer outra laranja (dê outra laranja boa). 
Peça que outro aluno venha espremer as laranjas que faltam(as podres). O aluno chamará a sua atenção para a fruta apodrecida. Neste instante pergunte o que aconteceria se ele utilizasse aquela laranja? Como seria o sabor do suco? O que ele faria com aquelas laranjas?
Provavelmente o aluno dirá que jogaria fora as laranjas, e que o suco ficaria com um gosto terrível. Comente com eles que o pecado é idêntico a fruta apodrecida, estraga as demais e se misturadas 
altera o sabor. Essas laranjas apodrecidas são os pecados que está no meio de nós e atrapalha a igreja de vencer as batalhas. O pecado prejudica a obra de Deus. É necessário retirar o pecado do meio da igreja. Devemos estar vigilantes. “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação...” Mateus 26.41a (Texto adaptado da Revista Ensinador Cristão nº37)



Juniores Lição 07- Surge um novo herói

Juniores
Lição 07- Surge um novo herói

Texto Bíblico:Atos 9.1-18
Objetivos: 
Comprovar que só Jesus pode dar salvação ao homem.
Mostrar que somos salvos pela graça de Deus.
Título da Lição: Surge um novo herói

Exercitando a memória: “..Eu afirmo ao Senhor  que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo”  João 3.3

Lembrancinhas:


Lição 07 - Surge um novo herói

Texto Bíblico: Atos 6.1-18

Paulo era muito zeloso. Ele era um homem apaixonado pela obra de Deus, que mergulhava em tudo o que fazia. Antes de encontrar a Cristo no caminho para Damasco, Paulo (então conhecido como Saulo) perseguiu zelosamente os cristãos. Depois de sua conversão, vislumbramos em Filipenses 3 o desejo ardente de Paulo para conhecer a Cristo mais intimamente. Por todo o livro de Atos, vemos o compromisso intenso de Paulo para levar o Evangelho ao mundo.  Nas cartas de Paulo testemunhamos o esforço dele para ver os crentes crescendo em “toda a plenitude de Deus”.

O que capacitou Paulo a manter tal fervor espiritual? Ele havia sido capturado pelo amor de Cristo. Jesus era real para ele. Cristo salvou-o e deu-lhe uma missão. A vida de Paulo estava consumida pelo amor de Jesus.

Nós também fomos capturados pelo amor de Cristo. Por este motivo devemos nos esforçar para levarmos o Evangelho a toda criatura (Texto adaptado do livro 365 Lições de Vida Extraídas de Personagens da Bíblia, CPAD).


Primários Liçao 07- Sirvo a um Deus que cura

Primários
Liçao 07- Sirvo a um Deus que cura
Texto Bíblico: 2 Reis 5:1-14
Objetivo: que serviço a um Deus que pode curar todas as doenças.
Título da Lição:Sirvo a um Deus que Cura
Frase do Dia: Eu sirvo a Deus porque Ele me cura

Memória em ação:” O Senhor, cura-me, e ficarei curado.” Jeremias 17.14
Lembrancinhas:

Lição 07 - Sirvo a um Deus que cura

Aproveite esse momento para motivar a fé de seus alunos...


Texto Bíblico: 2 Reis 5.1-14

Milagre é a intervenção divina que causa admiração e espanto.

Caro professor, o “mundo” sempre ridicularizou as intervenções divinas, tenta a todo instante racionalizar o sobrenatural. Mas nós servos de Deus, temos a obrigação de crer que Ele operou e opera sinais e maravilhas no meio de seu povo. Aproveite esse momento para motivar a fé de seus alunos e conte um testemunho particular ou de outra pessoa.


Uma boa ideia

Material: Copo grande de vidro, água, iodo e cloro.

Comente que precisamos crer que Deus opera milagres nos dias atuais.  Pergunte se eles creem que Deus cura? Assevere que precisamos crer no poder de dEle.

Coloque a água dentro do copo e aos poucos goteje algumas gotinhas de iodo. Pergunte a eles, se há possibilidade de essa água ficar clara novamente. Comente que, aos nossos olhos não há essa possibilidade. Entretanto, estamos enganados! (Nesse momento, derrame um pouco decloro na água e em seguida questione-os). Ficaram surpresos com esta limpeza?

Deus age da mesma forma, quando acreditamos que está tudo perdido, que não há mais solução. O milagre acontece, não importa o tamanho da dificuldade, para o Senhor não existe impossível.     

“Porque para Deus nada é impossível” (Lc 1.37).

Jardim de infância Lição 07- Aprendendo a cuidar bem do meu corpo

Jardim de infância
Lição 07- Aprendendo a cuidar bem do meu corpo
Texto bíblico: Salmos 139.13- 16
Objetivo: Ao final da aula a  criança saberá que Deus criou o nosso corpo, e com ele devemos servir a Deus e ao nosso próximo
Versículo visualizado: “Tu criaste cada parte do meu corpo...”  Salmos 139.13a
Palavra do dia: “CUIDAR”




Lição 07 – Aprendendo a cuidar bem do meu corpo!

A palavra-chave da aula de hoje é “CUIDAR”.



Texto Bíblico: Salmos 139.13-16

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é que  a criança aprenda que Deus criou o nosso corpo, e com ele podemos servir a Deus e ao nosso próximo.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.


• A palavra-chave da aula de hoje é “CUIDAR”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Papai do céu criou cada parte do nosso corpo, por isso Ele cuida de nós”.


Para refletir

• Neste domingo seus alunos vão aprender sobre os cuidados que devemos ter com o nosso corpo.
A infância é a época áurea da formação dos bons hábitos.  A vida é uma série de hábitos, bons ou maus. Os que moldarão a vida serão formados na primeira infância. Toda construção começa pelo alicerce, e a primeira infância é o alicerce da vida.


•    Regras Práticas para os Professores

Características da Criança do Jardim de Infância

Vamos apresentar, a cada semana, algumas características da criança do Jardim. Porém é bom ressaltar que tais características não podem ser vistas como uma descrição de qualquer criança. São, na verdade generalizações — coisas que normalmente encontramos em grupos de crianças, mas não necessariamente em todas as crianças do grupo.

Características Sócio-Emocionais

Na vida emocional, o medo assume um papel de destaque. Suas aprendizagens aumentam sua percepção para os perigos, deixando-a mais suscetível ao medo. Com orientação adequada, aprenderá a identificar e enfrentar seus temores, sem sentir-se culpada. Será capaz de analisá-los e conversar sobre o que a assusta. Com o apoio dos adultos, a despeito dos seus medos, enfrentará as situações com bravura.
Os meninos tendem a brigar mais do que as meninas. Porém, no jardim as crianças estão aprendendo a resolver suas “batalhas” através da palavra e normalmente não se envolvem em agressões físicas. Os conflitos verbais contribuem para o seu crescimento. Os professores podem incentivar este processo de crescimento, ensinando novas palavras e ajudando-as a adquirir habilidades verbais.

(Continua na próxima semana.)

(Fonte: Como Ensinar Crianças do Jardim de Infância. Rio de Janeiro, CPAD)


           • Sugestões de Atividade

Para reforçar o ensino da lição sugerimos a seguinte atividade. Providencie uma caixa ou um pequeno baú com um espelho dentro. Diga para as crianças que dentro do baú elas vão encontrar uma pessoa muito especial. Mostre, individualmente, o baú para as crianças. E faça com que elas compreendam que são muito especiais para Deus.  


Maternal Lição 07: Os anjos louvam a Deus!

 Maternal
Lição 07: Os anjos louvam a Deus!
Texto Bíblico: Isaías 6:1-13
Objetivo: Que a criança louve a Deus por sua santidade.

Versículo Para memorizar:”...Santo, santo, santo é o Senhor Todo-Poderoso...” Isaias 6.3

Palavra do dia:”SANTIDADE”
Lembrancinhas: 


Lição 07 - Os anjos louvam a Deus!

A palavra-chave da aula de hoje é “SANTIDADE”


Texto Bíblico: Isaías 6.1-13

De 
professor para professor

Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “SANTIDADE”. O objetivo é que as crianças louvem a Deus por sua santidade. 

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido. 


• A palavra-chave da aula de hoje é “SANTIDADE”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Vamos louvar ao Papai do céu por sua santidade.”


Para refletir

• Através do 
texto bíblico da lição, aprendemos que apesar do temor, Isaías não tentou ocultar de Deus a sua iniqüidade. Ao contrário, confessou-a totalmente, e por isso alcançou perdão e foi purificado. Você deseja ser usado por Deus? Não tenha medo de confessar-lhe as suas fraquezas e imperfeições.

•    Regras Práticas para os Professores 

Como podemos ser eficientes em 
ensinar as crianças de um modo que agrade a Deus?

Vamos apresentar, a cada semana, um plano que pode auxiliá-lo a realizar esta tarefa. Vamos chamar este plano de “Ciclo Educacional Para Ensinar Crianças”. O ciclo educacional fornece orientações pelas quais um 
ministério de ensino eficaz pode ser planejado e programado.

Nossa programação para crianças tem de proporcionar variedade e equilíbrio. Apresentamos sugestões para um ministério com crianças para um ano inteiro:
 
1.    A Escola Dominical  tem evangelismo para os não-crentes e discipulados para o ensino da Palavra de Deus.
2.    A hora do culto proporciona oportunidade para as crianças de várias faixas etárias cultuarem ao Senhor e inclui muitas das mesmas atividades apresentadas na Escola Dominical. Para as crianças até 11 anos, a segunda hora deve ser coordenada com a primeira para dar a continuidade e repetição necessárias à aprendizagem eficiente.
3.    Os programas de meio de semana fornecem momentos informais de formação de relacionamentos com colegas e líderes, evangelismo, recreação, memorização da Bíblia e projetos de serviço. Pode incluir 
acampamentos de verão e viagens especiais.
4.    Os retiros de 
fim de semana são ocasiões para se focalizar um tópico ou tema.
5.    O acampamento só durante o dia pode fornecer um programa de encontro empolgante sem o 
alto custo de um acampamento que haja pernoite. Informal por natureza,  este tipo de acampamento dá oportunidades para desenvolver novos relacionamentos e novas habilidades. Quando ensinada em ambientes naturais, a Bíblia pode se tornar viva, repleta de emoção e significado.

(Continua na próxima semana.)

(Trecho extraído do Manual de Ensino Para o Educador Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.)

• Atividade Manual
Para reforçar o ensino da lição, sugerimos a seguinte atividade: Mostre mais uma vez os visuais da lição. Faça as seguintes perguntas: “O que os anjos da história estavam fazendo?” Diga que eles estavam louvando a Deus. Explique que os anjos são muito especiais. Eles são ajudantes de Deus e estão sempre louvando ao Papai do céu. Nós também podemos louvar a Deus com a nossa voz. Convide as crianças para louvarem ao Papai do céu.



Pré Adolescente Lição 06 - A Oração na Igreja

Pré Adolescente
Lição 06 - A Oração na Igreja 
Texto Bíblico: Mateus 6:6-13

Objetivos:
  • Reconhecer que a oração é o único meio de chegarmos a Deus.
  • Identificar a importância de se viver uma vida com Deus através da oração.
Versículo visualizado: “Pedro estava preso e era vigiado pelos guardas; mas a igreja continuava a orar com fervor por ele.” Atos 12.5

Palavra do Dia:”ORAÇÂO


O que significa orar ?(p.43-44.)
1.É conversar com Deus:
É o diálogo que mantemos com o Pai celestial. Falamos-lhe quais são as nossas necessidades, enfermidades e dificuldades. Mas, antes de tudo, devemos agradaecer por mais um dia de vida que Ele nos concedeu. Então, sentimos no coração a resposta, através do nosso espírito que se comunica com o Espírito de Deus. leia Romanos 8.16 com a classe.

2. É ter comunhão com Deus:
A bíblia registra, em Gêneses 5.21, que Enoque, quando estava com 65 anos, passou a ter comunhão com Deus, através da oração. A cada dia, ele se aproximava mais e mais do seu Criador, por intermédio desta sublime prática. Trezentos anos depois, não foi mais visto, pois o Senhor o tomou para si.

3. Não é rezar:
Como já foi dito anteriormente, orar é conversar com Deus, é dialogar com Ele, É um processo que flui normalmente e espontaneamente. O Espírito Santo nos inspira as palavras que são ditas em cada oração que fazemos. De acordo com as nossas necessidades, usando termos que jamais, empregamos em petições anteriores. E isto que agrada a Deus: A nossa fuga das vã repetições.


Lição 06 - A oração na Igreja

Texto Bíblico: Mateus 6.6-13


Objetivos da oração
“[...] Todos já nos sentimos impulsionados a orar com mais intensidade nos momentos de decisão e de angústias; não podemos viver distanciados da presença divina.


1.    Buscar a presença de Deus.
‘Quando tu disseste: Buscai o meu rosto, o meu coração te disse a ti: O teu rosto Senhor, buscarei’ (Sl 27.8). Seja nos primeiros alvores do dia, seja nas últimas trevas da noite, o salmista jamais deixava de ouvir o chamado de Deus para contemplar-lhe a face. Tem você suspirado pelo Senhor? OU já não consegue ouvi-Lo? O sorriso de Deus é tudo o que você precisa para vencer as insídias humanas.

2.    Agradecê-lo pelos imerecidos favores.
Se nos limitarmos às petições, nossa oração jamais nos enlevará ao coração do Pai. Mas se, em tudo, lhe dermos graças, até mesmo pelas tribulações que nos sitiam a alma, haveremos de ser, a cada manhã, surpreendidos pelos cuidados divinos. J.Blanchard é mui categórico: ‘nenhum homem pode orar biblicamente, se orar egoisticamente’.

3.    Interceder pelo avanço do Reino de Deus.
Na Oração Dominical, insta-nos o Senhor Jesus a orar: ‘Venha teu reino’ (Mt 6.10). No Antigo Testamento, os Judeus rogavam a Deus que Jamais permitisse que suas  possessões viessem a cair em mãos gentias. Basta ler o salmo 136  para se enternecer com o cuidado dos israelitas por sua herança espiritual e territorial”

(ANDRADE,Claudionor. As Disciplinas da Vida Cristã. Como Alcançar a verdadeira espiritualidade, Rio de Janeiro, CPAD, 2008, pp36-8).


Juniores Lição 06- Perseguidos, mas não vencidos

Juniores
Lição 06- Perseguidos, mas não vencidos

Texto Bíblico: Atos 7:54-60;
Objetivos: 
Demonstrar que podemos vencer em meio às diversidades.
Mostrar que devemos ser sensíveis ao Espírito Santo.
Título da Lição: Perseguidos, mas não vencidos!

Exercitando a memória: “...Quem pode nos separar do amor de Cristo? Serão os sofrimentos, a perseguição, a fome, a pobreza o perigo ou a morte? Em todas essas situações temos a vitória completa por meio daquele que nos amou.”   Romanos 8.35,37

Lembrancinhas:

Lição 06 - Perseguidos, mas não vencidos

Texto bíblico: Atos 7.54-60 – 8.1-40 


O livro Os Mártires do Coliseu editado pela CPAD, conta a 
história de vidade Marino que teve uma conduta Cristã passível de elogios e admiração.

Marino era uma criança de aproximadamente 10 anos que professava a fé em Cristo.

Marino foi levado ao prefeito Marciano que o condenou a açoites e ao cárcere por causa de sua fé. Diante do prefeito ele se manteve firme em sua crença em Cristo. Tomado por raiva, Marciano ordenou que o menino fosse fustigado (açoitado). Rapidamente os lictores (
oficiais que praticavam torturas) arrancaram a túnica do pequeno e aplicaram-lhe o açoite. Marino não chorou, mesmo sangrando permanecia convicto de sua fé. 

Marciano mandou que o levassem para o cárcere, assim poderia pensar em um mecanismo infernal que abalasse o filho do Senador. Após pensar, ele mandou preparar a roda, o fogo, e os demais instrumentos de tortura. Marino foi trazido à presença dele, o menino viu a sua volta todos preparativos para a sua tortura, contudo se manteve firme e convicto de sua fé. Colocaram-no na roda para que o seu corpo fosse esticado e partido em pedaços. Deus viu a fé daquele menino e sua conduta de servo e mandou 
um raio que destruiu a roda e manteve o menino ileso. Marino levantou-se e apontou para a roda e para o céu, indicando que Jesus era o seu escudo. A ira tomou conta do prefeito que praticou outras torturas contra o menino: um caldeirão em fogo baixo, um forno, as feras (leões, leopardos e tigres). Porém nada adiantou o menino não faleceu, e o que mais lhe irritava era crença de Marino em Cristo que permanecia inabalável. Uma das últimas tentativas de Marciano foi forçar Marino se ajoelhar, adorar e oferecer sacrifícios à estátua de Serapi. Marino se ajoelhou, mas a sua adoração e oração foi ao Deus dos deuses, ao Todo-Poderoso, que ouviu aquela oração e enviou do céu um relâmpago que destruiu a estátua. Todo o povo pensou que veria um menino cristão adorar aquela estátua, porém o que realmente viram foi à glória de Deus. Maravilhados, professaram que grande era o Deus dos Cristãos. Aleluia!

O Todo-Poderoso ouviu o 
pedido do menino para livrá-lo das mãos do inimigo, e preparou para ele uma coroa eterna. Marciano decretou a decapitação de Marino, que alcançou o descanso eterno no dia 26 de dezembro, de 284. Marino cumpriu a sua missão, mostrando ao povo que o único Deus digno de adoração e poderoso é Jeová.

O 
malvado prefeito ainda ordenou que o corpo do menino fosse jogado junto aos cadáveres dos criminosos, escravos e gladiadores do coliseu.  Alguns cristãos foram buscar o corpo o menino, e encontraram guardas vigiando o local. Por providência divina, uma tempestade com raios e trovoadas os afugentou e os cristãos puderam transportar o corpo de Marino para as catacumbas.

Professor, leia o relato acima para seus alunos, a fim de que saibam que permanecer 
firmes em Cristo, conduzir a sua vida de uma forma cristã é difícil, mas não impossível. O menino desse relato poderia ter negado a sua fé, ele agradaria o prefeito e talvez voltasse para casa, ou sofreria menos, todavia ele sabia que, agradando ao prefeito perderia a salvação em Cristo. Sempre devemos fazer o que certo mesmo que custe a nossa vida. 

Primários Lição 06- Sirvo a um Deus que cuida de mim

Primários
Lição 06- Sirvo a um Deus que cuida de mim

Texto Bíblico: 2 Reis 4:1-7
Objetivo: Demonstrar que servimos a um Deus que cuida de cada um de nós.

Título da Lição: Sirvo a um Deus que cuida de mim

Frase do dia: Eu sirvo a Deus porque Ele cuida de mim
 
Memória em ação:E o meu Deus lhe dará tudo o que vocês precisam.” Filipenses 4.19

Lição 06 - Sirvo a um Deus que cuida de mim

Texto Bíblico: 2 Reis 4.1-7

Fé que confia

“Devemos ter uma atitude na qual estejamos além do ponto de confiar em nós mesmos. Amado, há tantas falhas na confiança em si mesmo. Não é errado ter coisas boas que nos dê satisfação, mas nunca devemos ter qualquer coisa no plano humano na qual confiemos.

Há somente um lugar seguro no qual podemos confiar. Em Deus está a nossa confiança. No nome dEle podemos prosseguir. Nele podemos confiar. Ele nos conduz em vitória. Quando nossa confiança não está em nós mesmo, mas somente em Deus, Ele cumpre a promessa de estar a toda hora conosco, endireitar nossa vereda e abrir nosso caminho.  Então entendemos como é que Davi pode dizer: ‘Pela tua brandura, me vieste a engrandecer’ (2 Sm 22.36).

Ele é amante das almas! Não temos confiança na carne. Nossa confiança apoia-se somente no Único que pode vir à meia-noite tão facilmente quanto ao meio-dia, e tornar a noite e o dia iguais para aqueles que descansam completamente na vontade de Deus e sabem que ‘todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus’ e confiam nEle. O Senhor me ajudou a não ter confiança em mim mesmo, mas a confiar inteiramente nEle, bendito seja o seu nome!”

(Texto Extraído do livro Smith Wigglesworth, CPAD).

Jardim de infância Lição 06- É preciso estudar!

Jardim de infância

Lição 06- É preciso estudar!
Texto bíblico: Daniel 1
Objetivo: Despertar na criança a vontade de estudar, mostrando que a inteligência e a sabedoria são presentes de Deus.
Versículo visualizado: “ È o Senhor quem dá sabedoria...”  Proverbios 2.6
Palavra do dia: ESTUDAR


  

Lição 06 - É preciso estudar!


Texto Bíblico Daniel 1

De 
professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é despertar na criança a vontade de estudar, mostrando que a inteligência e a sabedoria são presentes de Deus.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido. 


• A palavra-chave da aula de hoje é “ESTUDAR”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Papai do céu nos dá sabedoria”.


Para refletir


• Neste domingo seus alunos vão ouvir a história de Daniel. Aprendemos com o texto bíblico que quando o império babilônico precisou de homens cultos, que governassem ao lado do rei, os escolhidos para o cargo foram os jovens “instruídos em toda a sabedoria, sábios em ciência, e entendidos no conhecimento” (Dt 1.4). Não pense que a coisa está 
mais fácil hoje; ao contrário, o mercado de trabalho está cada vez mais exigente, requerendo profissionais especializados. Portanto, leve a sério os seus estudos; dedique-se a ler e estudar. E acima de tudo, conte com Deus e busque a sua bênção para os seus estudos.


•    Regras Práticas para os Professores 

Características da Criança do Jardim de Infância


Vamos apresentar, a cada semana, algumas características da criança do Jardim. Porém é bom ressaltar que tais características não podem ser vistas como uma descrição de qualquer criança. São, na verdade generalizações — coisas que normalmente encontramos em 
grupos de crianças, mas não necessariamente em todas as crianças do grupo. 

Características Sócio-Emocionais

A adaptação social é o aspecto mais visível do desenvolvimento da personalidade da criança do jardim de infância. Antes dos  quatro anos, ela realmente não tem vida social no sentido completo da expressão. O
comportamento da criança do maternal pode ser caracterizado como paralelo, ao passo que no jardim, seu comportamento gradativamente se torna cooperativo. 
Uma das habilidades desenvolvidas neste período é o planejamento em conjunto. Na sala e aula, observamos que as crianças que brincavam com os grandes blocos, de certa forma, estabeleceram um planejamento imediato, em 
curto prazo, e trabalharam em conjunto para construir sua estrutura. 
Nesta faixa etária, existe grande entusiasmo em fazer planos e executá-los. Como em toda 
nova aptidão a ser desenvolvida, a orientação se faz necessária. Os adultos podem auxiliá-las no planejamento de atividadescurtas e de projetos adequados às habilidades já adquiridas. As crianças experimentam um enorme crescimento quando têm a oportunidade de trabalhar e brincar com seus colegas.
A crescente habilidade de cooperar também pode ser notada nas dramatizações que fazem. Enquanto brincam de casinha ou classe de escola dominical, pouco a pouco, a cooperação substitui o paralelismo. Suas abundantes idéias para tais brincadeiras estão estreitamente relacionadas com a realidade, fazendo uso de toda informação já assimilada. 
Os amigos são muito importantes nesta faixa etária. Uma brincadeira em grupo prenderá a atenção das crianças por um longo tempo, pois elas gostam de estar perto dos amigos, realizando tarefas em conjunto. Nesta idade, já são capazes de compartilhar, demonstrando simpatia e empatia, especialmente quando um colega se machuca ou está triste. Por iniciativa própria se revezam nas brincadeiras. A criança do jardim reconhece que é capaz ou outros felizes ou infelizes. Compreende o que significa fazer parte de sua família e começa a experimentar o sentimento de pertencer à sua classe. Pode ser facilmente conduzida a atitudes de proteção e carinho com os mais novos. O elogio e a recompensa são de imenso valo para sua aprendizagem.


(Continua na próxima semana)

Como Ensinar Crianças do Jardim de Infância. Rio de Janeiro, CPAD.


           • Sugestões de Atividade

Para reforçar o ensino da lição sugerimos a seguinte atividade: Dê a cada aluno uma folha de papel ofício dobrada ao meio, formando duas páginas, e alguns lápis de cor. Os alunos vão finjir que estão na escola do rei, e que vão fazer uma prova muito difícil. Eles terão de responder as perguntas que você fará sobre a história, e depois farão alguns desenhos no ofício dobrado. Elogie o desempenho, dos alunos, ainda que não seja dos melhores. Lembre-se de que eles têm apenas cinco e seis anos. Parabenize a cada um, dizendo: Muito bem! Como você é inteligente! Por que você é tão inteligente assim? Isto mesmo, a sua inteligência é um presente que o Papai do céu lhe dá! Depois, faça algumas perguntas, como por exemplo: Quais os nomes dos quatro amigos de nossa história? Onde eles estavam? O que eles quiseram comer? Eles acertaram, ou não, as perguntas da prova? Quem lhes deu inteligência e sabedoria?
Na primeira página do ofício, as crianças desenharão a própria mão, contornando-a com o lápis. Na segunda página, farão alguma figura sobre a história.

Maternal Lição 06: Louve a Deus porque Ele nos defende!

Maternal
Lição 06: Louve a Deus porque Ele nos defende!

Texto Bíblico: 2 Crônicas 20:1-30.
Objetivo: Que a criança love a Deus por ter compreendido que Ele nos defende.

Versículo para memorizar: “ Eu te louvarei, ó Deus, meu defensor!” Salmos 59.17
Palavra do dia:”DEFESA”
Lembrancinhas:

Oficina de idéias:

Reproduza o desenho de um escudo e dê um a cada criança. Distribua retalhos de papel dourado e prateado, e tesouras sem ponta. Oriente os alunos a cortar o papel em pedaços pequenos e a colá-los no escudo, bem juntinhos. Converse para que serve o escudo? Muito bem, para o soldado se defender dos ataques do inimigo. E quem é que nos defende dos perigos e das pessoas malvadas? Deus quer que você o louve porque Ele é seu defensor.

Lição 06 - Louve a Deus porque Ele nos defende!
Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “DEFESA”.

Texto Bíblico 2 Crônicas 20.1-30

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “DEFESA”. O objetivo é que as crianças louvem a Deus por ter compreendido que Ele nos defende.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.


• A palavra-chave da aula de hoje é “defesa”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Vamos louvar ao Papai do céu por sua defesa.”


Para refletir

• Através do texto bíblico da lição, aprendemos que quando o inimigo ameaçou invadir Judá, Deus falou por intermédio do profeta: “Não temais (...), pois a peleja não é vossa, mas de Deus”. Talvez não tenhamos de enfrentar um exército inimigo, mas temos de lutar todos os dias contra as tentações, as pressões e “contra as forças espirituais do mal” que desejam que nos rebelemos contra Deus. Lembre-se que, como cristãos, temos o Espírito de Deus dentro de nós. Se pedirmos o auxílio do Senhor quando enfrentamos lutas, Ele combaterá por nós. Louve a Deus, pois Ele sempre triunfa!

Trecho extraído e adaptado de: Graça Diária Para Professores. Rio de Janeiro, CPAD.

•    Regras Práticas para os Professores

Como podemos ser eficientes em ensinar as crianças de um modo que agrade a Deus?

Vamos apresentar, a cada semana, um plano que pode auxiliá-lo a realizar esta tarefa. Vamos chamar este plano de “Ciclo Educacional Para Ensinar Crianças”. O ciclo educacional fornece orientações pelas quais um ministério de ensino eficaz pode ser planejado e programado.

Programa e Currículo
Como programar, planejar e ensina para atendermos as necessidades de nossos alunos?
Programar com base em nossa visão da criança satisfaz as necessidades dos alunos. A criança não é um adulto em miniatura, mas um indivíduo singular com características e necessidades especiais a cada faixa etária. Programar com base em como as crianças aprendem cumprirão as diretivas bíblicas mencionadas.
As Escrituras descrevem os dois focos como (1) evangelismo — alcançar as crianças, levá-las a um compromisso com Jesus Cristo como Salvador e Senhor — ; e (2) discipulado — levá-las a crescer na Palavra de Deus e equipá-la para compartilhar a fé.
A programação eficaz para as crianças inclui estas diretrizes:
(Continuação)

Nossa programação para crianças deve ser estabelecida para satisfazer suas necessidades e alcança as metas bíblicas.
Horário para crianças em idade pré-escolar — zero a cinco anos

Quando desejamos ensinar as crianças pequenas, seguimos um horário similar a este. Embora haja variações em termo de duração ou propósito, os princípios permanecem os mesmos.
     Estágio 1 – Atividades de aprendizagem da Bíblia (cerca de 30 a 45 minutos). As atividades de ensino bíblico começam quando a primeira criança entra na sala de aula. Ela escolhe uma, duas ou três atividades disponíveis que focalizem o objetivo da Palavra de Deus. A atividade, junto com a conversa dirigida, proporciona verdadeira aprendizagem para a criança, como também gera prontidão à aprendizagem para o resto da sessão. Cada atividade acontece num grupo pequeno tendo a liderança de um adulto.
      Estágio 2 – Momentos de adoração (cerca de 10 a 15 minutos). Durante os momentos de adoração as crianças reúnem-se num grande grupo para cantar, memorizar o versículo bíblico, ofertar e revisar a sessão até este ponto. Ao término deste estágio, as crianças se dividem nos mesmos grupos pequenos todas as semanas para a história bíblica e atividades afins.
      Estágio 3 – História e atividades afins (10 a 15 minutos). A história da Bíblia, contada num grupo pequeno, utiliza um método diferente a cada semana. As atividades afins permitem que cada professor revise e reforce a história bíblica e sua aplicação.
      Estágio 4 – Hora de se preparar para sair (10 minutos). Este  momento proporciona os minutos extras até que os pais cheguem ou até que sua equipe faça um relato para a segunda hora da sessão. Em geral esta conclusão consiste em cantar corinhos, revisar o versículo memorizado e fazer alguma limpeza.

Trecho extraído de: Manual de Ensino Para o Educador Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.

• Atividade Manual
Para reforçar o ensino da lição, sugerimos a seguinte atividade: As crianças vão encenar a história. Cantando e tocando alguns instrumentos de brinquedo, ou da bandinha infantil, elas marcharão pela sala. Conduza a brincadeira, dizendo: “O exército inimigo está chegando! Nós vamos atacá-lo? Não. Vamos louvar a Deus, e Ele lutará por nós e nos defenderá dos inimigos. Glória a Deus porque Ele é o nosso defensor!”


29/10/2014

Pré Adolescente . Lição 05 - A Igreja Missionária

Pré Adolescente
. Lição 05 - A Igreja Missionária

Texto bíblico: Romanos 10.11-15

Objetivos:
  • Valorizar os esforços da Igreja para continuar anunciando a mensagem de salvação.
  • Reconhecer que cada componente da igreja é responsável pelo seu crescimento e expansão.

Versículo visualizado: "Vão pelo mundo inteiro e anunciem o evangelho a todas as pessoas". Marcos 16.15

Palavra do dia:  TESTEMUNHA
Lembrancinha:



Lição 05 - A Igreja Missionária

Texto Bíblico: Romanos 10.11-15


Um professor que ensina com eficiência a Palavra de Deus, com certeza também ensinará à respeito de missões.O missionário não é enviado com o  de amizades ou turismo. Eles são enviados para compartilhar o evangelho de Cristo.
Nós, os servos de Deus somos testemunhas de Cristo; somos embaixadores de Cristo; somos pregadores do Evangelho de Deus e portadores da Mensagem de Deus para a humanidade. A nossa mensagem está contida em um livro, a Bíblia.
O desafio de todo cristão é ser um “missionário”, um “enviado”, comissionado pelo Espírito Santo através da igreja (At 13.4). Devemos ser ser testemunhas de Cristo. Precisamos proclamar a mensagem revelada do ato redentor de Deus em Cristo Jesus. Isso só ocorrerá se conhecermos a mensagem da Bíblia, e mantivermos uma intimidade com Cristo.

Texto baseado no livro: Teologia Bíblica de Missões, CPAD

Boa ideia!

Professor promova uma gincana ou um festival com os alunos, com o intuito de levantar uma oferta para a obra missionária.


Juniores Lição 05- Sete homens e um trabalho

Juniores
Lição 05- Sete homens e um trabalho
Texto Bíblico: Atos 6:1-7

Objetivo: Mostrar que devemos servir a Deus com o talento que Ele nos deu.

Título da lição: Sete homens e um trabalho
  
Exercitando a Memória: “ Sejam bons administradores dos diferentes dons que receberam de Deus. Que cada um use seu próprio dom para o bem dos outros.” 1Pedro 4:10


Lição 05 - Sete homens e um trabalho

Texto Bíblico: Atos 6.1-7

A participação da Igreja nas decisões.

Os apóstolos, convocada a Igreja, propuseram a escolha de sete varões, para se encarregarem da assistência material e social aos santos. Requeria-se fossem os candidatos homens de “boa reputação, cheios doEspírito Santo e de sabedoria” (At 6.3). Afinal, iriam eles lidar com o povo de Deus. Em sua Primeira Epístola a Timóteo, Paulo destaca a importância desse ministério: “Porque os que servirem bem como diáconos adquirirão para si uma boa posição e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus” (1 Tm 3.13). 

O ministério diaconal.

 Apesar de o capítulo seis de Atos não mencionar uma única vez a palavra “diácono”, não resta dúvida de que o ofício foi instituído naquela ocasião. É mister ressaltar o destaque de dois daqueles obreiros: Estêvão e Filipe (At caps. 6, 7 e 8). Não fossem os diáconos, como haveriam os apóstolos de se dedicarem à edificação do corpo de Cristo?O Trabalho assistencial na Igreja Primitiva foi considerado pelos apóstolos um “importante negócio” (At 6.3). Por isso houveram-se eles com diligência na escolha dos melhores homens para exercê-lo. Na Igreja de Cristo, o socorro aos necessitados também é visto como prioridade (Pastor Claudionor de Andrade).


Primários Lição 05- Sirvo a um Deus que ouve a minha oração

Primários
Lição 05- Sirvo a um Deus que ouve a minha oração

Texto Bíblico: 1 Reis 17:1-39

Objetivo: Explicar que vale a pena servir a um Deus que sempre ouve a nossa oração.

Frase do dia: Eu sirvo a Deus porque Ele ouve a minha oração.

Memoria em ação: “Ele me escuta quando peço ajuda e atende as minhas orações.” Salmos 6:9


Lição 05 - Sirvo a um Deus que ouve minha oração


Texto Bíblico: 1 Reis 17.1; 18.1,2;17-39

“Os milagres maravilhosos que Deus realizou através de Elias podem nos deixar estupefatos, mas nós faríamos bem em focalizar sobre o relacionamento que Ele e Deus compartilhavam. Tudo que aconteceu na vida de Elias começou com o mesmo milagre que está disponível para nós – foi convidado a conhecer a Deus. De que outra maneira ele poderia se colocar numa postura de vida que ameaçava os profetas de Baal se não tivesse descoberto que Deus é confiável? Como poderia ser mensageiro de Deus sem gastar tempo ouvindo de Deus a mensagem?
Realizar milagres maravilhosos para Deus é admirável, mas devíamos nos concentrar muito mais em desenvolver um relacionamento com Ele. O tempo que dedicamos a Deus é muito mais precioso do que as coisasque fazemos para Ele. O verdadeiro milagre na vida de Elias foi exatamente seu relacionamento pessoal com Deus. E o milagre está disponível a nós. Deus nos convida a conhecê-lo antes de qualquer outra coisa”.

Texto extraído do livro: 365 Lições Extraídas de Personagens da Bíblia, CPAD

Professor, explique aos alunos que o Deus que Elias servia é o mesmo Deus que nós servimos. Desperte nas crianças o desejo de buscar uma vida íntima com Deus.

Boa ideia!

Material necessário: Cartolina branca, tesoura, caneta hidrográfica e lápis de cor cinza.

Procedimento:

1- Desenhe na cartolina uma altar e escreva o versículo do dia.

2- Recorte o altar em vários pedaços formando um quebra-cabeça.

3- Entregue-o às crianças e peça para montá-lo. Depois de montado elas  devem ler juntos o versículo

Jardim de infância Lição 05- Não pegue o que não é seu!

Jardim de infância
Lição 05- Não pegue o que não é seu!

Texto bíblico : Lucas 19. 1-10

Objetivos:

 Que a criança aprenda que nãodeve pegar nada que é dos outros.

Versículo visualizado: “... O Filho do homem veio buscar e salvar quem está perdido.” Lucas 19.10

Palavra do dia : “Amor”



Lição 05 - Não pegue o que não é seu!

Texto Bíblico Lucas 19.1-10

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é que a criança aprenda que não deve pegar nada que é dos outros.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• A palavra-chave da aula de hoje é “AMOR”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Papai do céu ama a todos”.

Para refletir

• Neste domingo seus alunos vão ouvir a história de Zaqueu. Aprendemos com o texto bíblico que Jesus foi até a casa de Zaqueu, e aonde Jesus vai, chega com Ele a salvação. Jesus veio a este mundo para buscá-lo e salvá-lo. O seu objetivo é salvar, e não há salvação em nenhum outro, senão em Jesus Cristo. Ele busca aqueles que não o buscam, e que nem mesmo perguntam por Ele.

• Regras Práticas para os Professores

Características da Criança do Jardim de Infância

Vamos apresentar, a cada semana, algumas características da criança do Jardim. Porém é bom ressaltar que tais características não podem ser vistas como uma descrição de qualquer criança. São, na verdade generalizações — coisas que normalmente encontramos em grupos de crianças, mas não necessariamente em todas as crianças do grupo.

Características Intelectuais

O uso da linguagem oral é uma das principais características da criança do jardim. Antes, utilizava a linguagem pelo prazer de dizer as palavras. Agora, a linguagem torna-se uma ferramenta. A diversão com as palavras continua; versos, rimas e outras brincadeiras com palavras permanecem como instrumentos úteis para o ensino. A gramática começa a ser assimilada, embora as exceções às regras, não. Percebe a utilização do pretérito e pode  dizer “eu fazi”,  associado a “andei” ou “falei”. É capaz de utilizar a linguagem para fins sociais, pedindo informações, decidindo suas disputas, planejando em conjunto, inventando histórias e realizando outros propósitos. Apesar de estar muito interessada em novas palavras, com freqüência as utiliza erroneamente por não entender o seu significado.

Piaget, um cientista suíço que dedicou sua vida ao estudo da psique infantil, nos legou a maioria dos termos usados para descrever o pensamento infantil. Duas expressões das mais significativas são pré-operacional e egocentrismo. A primeira, pré-operacional, define aquilo que a criança ainda não é capaz de fazer — ela não realiza operações mentais. A segunda, egocentrismo, nos revela o modo como a criança vê o mundo — somente o seu próprio ponto de vista.

Continua na próxima semana.

Como Ensinar Crianças do Jardim de Infância. Rio de Janeiro, CPAD.

• Sugestões de Atividade

Para reforçar o ensino da lição sugerimos que você se sente com as crianças em círculo no chão da classe. Mostre os visuais da lição novamente e faça as seguintes perguntas: Como seria se Jesus viesse à nossa classe? O que você faria para ver Jesus? Ouça com atenção as crianças. Deixe que façam seus comentários sem interferência. Depois diga que Zaqueu subiu em uma árvore para ver Jesus, porque ele sabia que Jesus era muito especial. Nós não precisamos subir em árvores para ver Jesus; nós podemos falar com Ele quando oramos. Vamos orar agora e dizer a Jesus o quanto Ele é especial para nós. Dê oportunidade para que seus alunos a façam uma oração dizendo que amam Jesus.



Maternal Lição 05: Louve a Deus porque Ele é Bom!

Maternal
Lição 05: Louve a Deus porque Ele é Bom! 

Texto Bíblico:  2 Crônicas 5.7-14; 7.1-10

Objetivo da lição: Levar  a criança a louvar a Deus por seu amor e bondade

Versículo visualizado: “...Louvem a Deus, o Senhor, porque ele é bom, e porque o seu amor dura para sempre.” 2 Crônicas 5.13

Palavra do dia: Amor e Bondade
Lembrancinhas



Lição 05 - Louve a Deus porque Ele é bom!

Texto Bíblico 2 Crônicas 5.7-14; 7.1-10

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado das palavras “AMOR E BONDADE”. O objetivo é que as crianças louvem a Deus por seu amor e bondade.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• As palavras-chave da aula de hoje são “amor e bondade”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Vamos louvar ao Papai do céu por seu amor e bondade.”

Para refletir

• O salmista diz que o Senhor é bom, e que o seu amor dura para sempre, e que Ele é o maior professor de todos. Ele instrui os pecadores, ama a justiça e enche a terra com seu amor infalível. A sala de aula é a sua “terra”, e diariamente você pode enchê-la com amor, misericórdia e verdade. Quando ensinamos com a bondade e a paciência de Deus, Ele nos recompensa com a sua graça.

Trecho extraído e adaptado de: Graça Diária Para Professores. Rio de Janeiro, CPAD.

• Regras Práticas para os Professores

Como podemos ser eficientes em ensinar as crianças de um modo que agrade a Deus?

Vamos apresentar, a cada semana, um plano que pode auxiliá-lo a realizar esta tarefa. Vamos chamar este plano de “Ciclo Educacional Para Ensinar Crianças”. O ciclo educacional fornece orientações pelas quais um ministério de ensino eficaz pode ser planejado e programado.

Programa e Currículo

Como programar, planejar e ensina para atendermos as necessidades de nossos alunos?
Programar com base em nossa visão da criança satisfaz as necessidades dos alunos. A criança não é um adulto em miniatura, mas um indivíduo singular com características e necessidades especiais a cada faixa etária. Programar com base em como as crianças aprendem cumprirão as diretivas bíblicas mencionadas.

As Escrituras descrevem os dois focos como (1) evangelismo — alcançar as crianças, levá-las a um compromisso com Jesus Cristo como Salvador e Senhor — ; e (2) discipulado — levá-las a crescer na Palavra de Deus e equipá-la para compartilhar a fé.
A programação eficaz para as crianças inclui estas diretrizes:

(Continuação)
7. Ensino da sessão total. Do minuto em que a primeira criança entra na sala de aula até que a última saia, tudo o que for ensinado e experimentado deve apontar para os objetivos da lição da Palavra de Deus. A música, os trabalhos manuais, o versículo para memorizar, a história, as atividades e a conversa dirigida devem todos apontar para esses objetivos declarados da lição. Com crianças, em particular as mais pequenas, precisamos ensinar um conceito e ensiná-lo bem. Esta abordagem de conceito único capacita as crianças a assimilar uma verdade da Bíblia e aplicá-las em suas vidas durante a semana.

8. Grupos grandes e pequenos. O ministério com crianças normalmente tem falta de obreiros. Por conseguinte, as classes são grandes e o pessoal pedagógico pequeno. A relação de professor para alunos deve ser 1:5-6, até crianças de cinco anos, e 1:8-10 nas classes de crianças mais velhas. Grupos grandes são adequados para atuações bíblicas, momentos de adoração, brincadeiras, etc. Grupos pequenos são apropriados para contar histórias bíblicas, aprender atividades e desenvolver aqueles decisivos relacionamentos entre professor e aluno.

9. Lições divididas em unidades. Cada lição ensinada às crianças deve ser parte de um grupo maior de lições chamada unidade. Todas essas lições focalizam-se em um tema ou objetivo da Palavra de Deus. É importante que as lições sejam agrupadas em unidades, porque ensinam as crianças aprenderem melhor tendo um tema ensinado por muitos métodos diferentes.

10. O processo de ensino/aprendizagem. Entender como as crianças aprendem determina nosso ministério de ensino. Elas aprendem por experiências diretas, envolvimento ativo e descoberta pessoal. Nas 125 situações de ensino registradas no ministério de Jesus, em mais de dois terços das vezes o aluno fazia uma pergunta em resposta ao que Jesus fizera ou dissera. O Mestre em ensinar sabia que, se o propósito era ensinar, as palavras tinham de ir junto com as ações. Ele pedia aos alunos, aos discípulos e a outros para serem participantes ativos no processo de aprendizagem. Para Jesus, a aprendizagem era um processo de construção e não somente de transmissão.

Trecho extraído de: Manual de Ensino Para o Educador Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.

• Atividade Manual

Para reforçar o ensino da lição, sugerimos a seguinte atividade: Desenhe, em uma folha de papel pardo, a silhueta de uma criança. Prenda, com fita adesiva a folha na parede. Peça para as crianças folhearem revistas para encontrarem gravuras de como Deus as tem abençoado com família, alimentos, brinquedos e amigos. Oriente as crianças para que recortem as gravuras e colem na silhueta. Durante a atividade diga que Deus é amoroso e bondoso, por isso, nos dá tantos presentes.

Desejamos que sua aula seja um sucesso e até a próxima semana se Deus assim permitir.


Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...