23/10/2014

Pré Adolescente Lição 04 - A Igreja Organizada


Pré Adolescente
Lição 04 - A Igreja Organizada
Texto bíblico: 1 Coríntios 12:12,14-20
Objetivos:
  • Entender as diversas funções eclesiásticas.
  • Reconhecer que cada membro recebeu de Deus dons e talentos para servir a igreja de Cristo.
Versículo visualizado: "Ele fez isso para preparar o povo de Deus para o serviço cristão, a fim de construir o corpo de Cristo". Efésios 4:12.
Palavra do dia: FUNCIONAMENTO
Lembrancinha:
Para a introdução: Apresenta o quadro abaixo para os alunos enfatizando a unidade entre os crentes que fazem parte do corpo de Cristo.

A UNIDADE DE TODOS OS CRENTES
Os crentes são um em:
Nossa unidade é experimentada:
Corpo
Pela comunhão com os outros crentes - a igreja.
Espírito
Pelo Espírito Santo que ativa esta comunhão.
Esperança
Pelo glorioso futuro para qual todos fomos chamados
Senhor
Por Cristo, a quem todos nós pertencemos.
Pelo nosso compromisso singular com Cristo.
Batismo
Pelo batismo – o sinal da nossa entrada na igreja.
Deus
Por Deus, que é o nosso Pai e nos guarda para a eternidade.
Ministério da Igreja: Convidar irmãos que fazem parte do ministério de sua igreja ( Profetas, Evangelistas, Pastor, esposa do pastor, Mestres, Diáconos, auxiliares, zelador (a), superintendente da EBD, tesoureiro, secretária, coordenadores de departamentos, etc.) e pedir que eles falem resumidamente da função que realizam na igreja, dessa forma o aluno poderá ter uma compreensão mais clara do trabalho de cada membro do Corpo de Cristo.


Lição 04 - A Igreja organizada

Texto Bíblico: 1 Coríntios 12.12,14-20

O corpo humano é um organismo vivo que tem vários membros. Cada membro é diferente; no entanto, cada um deles faz uma contribuição específica a todo corpo. Porém, a despeito de seus diferentes membros, o corpo contém uma vida comum que opera em cada um dos seus membros.
Os vários e diferentes membros formam um só corpo. O apóstolo Paulo conclui: assim é Cristo também. A unidade dos cristãos, como a unidade física do corpo, é vital. A mesma vida espiritual existe em todos os cristãos, e ela se origina da mesma fonte, suprindo-os com a mesma energia, e preparando-os para os mesmos hábitos e objetivos.

Texto extraído do: Comentário Bíblico Beacon, CPAD

Boa ideia!

Leve para a sala de aula, gravuras dos membros do corpo humano. Divida a classe em grupos e distribua as gravuras.
Depois peça aos alunos para falarem acerca daquele membro, sua importância e utilidade para o bom funcionamento do corpo humano.
Comente que cada parte do corpo é importante e tem uma função a desempenhar, da mesma maneira somos nós na igreja, cada um têm uma função a desempenhar e todos são importantes para o bom andamento da obra.


Juniores Lição 04- Um por todos e todos por um!

Juniores
Lição 04- Um por todos e todos por um!
Texto Bíblico: Atos 4: 32-37
Atos 5:1-10
Objetivo:
Demostrar a importância da unidade na igreja;
Mostrar que Deus Não se agrada da mentira.
Título da Lição: UM POR TODOS E TODOS POR UM!
Exercitando a memória:
“Como é bom e agradável que o povo de Deus viva unido como se todos fossem irmãos!” Salmos 133:1
Lembrancinhas:


Lição 04 - Um por todos e todos por um

Texto Bíblico: Atos

O Espírito de Deus em Pedro viu o princípio da incredulidade que reinava no coração de Ananias. Qualquer que tenha sido a insinuação de Satanás, este não poderia ter enchido o coração de Ananias com esta maldade, se ele não houvesse consentido. A falsidade dele foi o intento de enganar o Espírito de Verdade, que falava e agia tão manifestamente por meio dos apóstolos. O delito de Ananias não foi reter parte do preço do terreno; poderia ter ficado com tudo se quisesse; seu delito foi tentar impor-se sobre os apóstolos com uma mentira espantosa unida à cobiça, com o desejo de ser visto. Se pensarmos que podemos enganar a Deus, fatalmente enganaremos a nossa própria alma. Como é triste ver as relações que deveriam estimular-se mutuamente às boas obras, endurecerem-se mutuamente no que é mau! Este castigo, na realidade foi uma misericórdia para muitas pessoas. Ele faria as pessoas examinarem a si mesmas rigorosamente, com oração e terror da hipocrisia, cobiça e vanglória, e a continuarem agindo assim. Impediria o aumento dos falsos crentes. Aprendamos com isto quão odiosa a falsidade é para o Deus da verdade, e não somente evitar a mentira direta, mas todas as vantagens obtidas com o uso de expressões duvidosas e de significado duplo em nosso falar.

HENRY, Matthew. Comentário Bíblico. 1.ed. Rio de Janeiro, CPAD, 2002, p.891



Primários Lição 04- Sirvo a um Deus que me dá amigos

Primários
Lição 04- Sirvo a um Deus que me dá amigos
Texto Bíblico: Rute 1: 1-16
Objetivo: demonstrar através da história de Rute que é bom servir  a Deus que pode nos dar amigos.
Frase do dia:Eu sirvo a Deus porque Ele me dá amigos.
Memória em ação: “ O amigo ama sempre.” Provérbios 17:17a

Lição 04 - Sirvo a um Deus que me dá amigos


Texto Bíblico: Rute 1.1,1-16; 2.1-4

A lógica nos diz que Rute e Noemi não deveriam ser íntimas. Rute erajovem; Noemi velha. Rute era de Moabe; Noemi era de Israel.
Assim também haviam barreiras religiosas e linguísticas. Adicione opotencial costumeiro de atritos ente sogra e nora, e é maravilhoso que Rute e Noemi pudessem ser gentis, ainda mais íntimas.

O que capacitou essas mulheres a desenvolverem um  relacionamento tão íntimo? Enquanto Noemi se preparava para deixar Moabe e retornar à suapátria, Rute demonstrou forte compromisso com sua sogra. Suadeclaração final é constrangedora: “Teu Deus [será]  meu Deus”. Aparentemente, Noemi foi um instrumento para apresentar Rute ao único Deus verdadeiro! O testemunho de Noemi e seu caminhar com Deus tinham sido tão reais e vibrantes que Rute sentiu-se motivada a conhecê-lo e segui-lo – mesmo que isso significasse sair de Moabe.

Podemos encontrar sucesso semelhante nos relacionamentos se deixarmos o amor de Cristo fluir através de nós. Quando nossas vidas estão entregues a Deus, apresentamos o fruto do Espírito: amor,alegria, paz, longanimidade, bondade, benignidade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Essas são as qualidades que produzem relacionamentos incríveis – mesmo entre pessoas que têm pouco em comum.

Texto extraído do livro: 365 Lições de Vida Extraída de Personagens da Bíblia, CPAD, p.85

Jardim de infância Lição 04- Não fique aborrecido!

Jardim de infância

Lição 04- Não fique aborrecido!

Texto bíblico: 1 Samuel  25: 1-42

Objetivos: Aprender que a ira é um sentimento que não agrada a Deus.

Versículo visualizado: “...Façam todo o possível para viver em paz com todas as pessoas.” Romanos 12.18

Palavra do dia : “ABORRECIDO”




Lição 04 - Não fique aborrecido


Texto Bíblico 1 Samuel  25.1-42

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é que a criança aprenda que a ira é um sentimento que não agrada a Deus.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• A palavra-chave da aula de hoje é “ABORRECIDO”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Papai do céu não quer vê-lo fique aborrecido”.

Para refletir

• A ira se torna pecado sempre que deseja, ou está inclinada a prejudicar alguém. O pecado é de caráter pessoal e divisor, e, por sua natureza, rompe e quebra relações pessoais. Quando a ira tem esta intenção, ou quando resulta em divisão entre os irmãos é pecado. A Palavra de Deus nos adverte: “Não se ponha o sol sobre a vossa ira”, ou seja, é necessário manter essa ira sob rígido controle. A demora em subjugar os sentimentos dá lugar para Satanás semear atitudes erradas no espírito, e discórdia séria no corpo de Cristo. E Satanás é perito em se aproveitar dessas portas abertas!

• Regras Práticas para os Professores

Características da Criança do Jardim de Infância

Vamos apresentar, a cada semana, algumas características da criança do Jardim. Porém é bom ressaltar que tais características não podem ser vistas como uma descrição de qualquer criança. São, na verdade generalizações — coisas que normalmente encontramos em grupos de crianças, mas não necessariamente em todas as crianças do grupo.

Características Físicas

Em relação ao crescimento físico, esta faixa etária já alcançou uma época de muita autoconfiança. Sua coordenação motora e o desenvolvimento dos seus pequenos músculos já avançaram o suficiente para o manuseio de tesouras, pincéis, lápis, gizes de cera e bastões de cola — o material do dia-a-dia do jardim de infância. Já  consegue manejar os fechos e os botões de sua roupa; embora ainda possa estar aprendendo a amarrar os sapatos.
É capaz de correr, pular e escalar. Provavelmente, em pouco tempo, aprenderá a dança e saltar obstáculos. Capacitada por suas habilidades, realiza seus propósitos para a sua satisfação pessoal. Se estiver seus erros e deficiências apontadas pelos adultos, se sentirá  um fracasso. Caso contrário, crescerá confiante, adquirindo novas habilidades  a cada dia.

Continua na próxima semana.

Como Ensinar Crianças do Jardim de Infância. Rio de Janeiro, CPAD.

• Sugestões de Atividade

Para reforçar o ensino da lição sugerimos que depois de contar a história bíblica você faça a seguinte atividade: Prenda, com fita adesiva, váriasfolhas de papel pardo na parede da classe. Providencie giz de cera ou lápis de cor. Peça às crianças que desenhem os personagens bíblicos da lição (Davi, Saul, Nabal e Abigail). Depois que elas tiverem concluído o desenho, recorte e jogue fora o rosto dos personagens. Você e sua auxiliar deverão segurar as folhas, uma de cada lado. Peça que as crianças fiquem posicionadas atrás da folha. O objetivo é que elas emprestem suas faces aos personagens. A criança que emprestou seu rosto ao personagem deverá, contar com suas palavras, a história dele.

Maternal Lição 04: Louve a Deus por sua vida

Maternal
Lição 04: Louve a Deus por sua vida!
Texto Bíblico: Isaías 38.1-22;2; 2Rs 20:1-11.
Objetivo da lição: Que a criança sinta desejo de louvar a Deus pela vida.
Versículo visualizado: “São os vivos que te louvam como eu te louvo agora”. Isaias 38.19
Palavra do dia:
Vida
Lembrancinhas

  
Lição 04 - Louve a Deus por sua vida!

Texto Bíblico 2 Crônicas 5.7-14; 7.1-10

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado das palavras “AMOR E BONDADE”. O objetivo é que as crianças louvem a Deus por seu amor e bondade.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• As palavras-chave da aula de hoje são “amor e bondade”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Vamos louvar ao Papai do céu por seu amor e bondade.”

Para refletir

• O salmista diz que o Senhor é bom, e que o seu amor dura para sempre, e que Ele é o maior professor de todos. Ele instrui os pecadores, ama a justiça e enche a terra com seu amor infalível. A sala de aula é a sua “terra”, e diariamente você pode enchê-la com amor, misericórdia e verdade. Quando ensinamos com a bondade e a paciência de Deus, Ele nos recompensa com a sua graça.

Trecho extraído e adaptado de: Graça Diária Para Professores. Rio de Janeiro, CPAD.

• Regras Práticas para os Professores

Como podemos ser eficientes em ensinar as crianças de um modo que agrade a Deus?

Vamos apresentar, a cada semana, um plano que pode auxiliá-lo a realizar esta tarefa. Vamos chamar este plano de “Ciclo Educacional Para Ensinar Crianças”. O ciclo educacional fornece orientações pelas quais um ministério de ensino eficaz pode ser planejado e programado.

Programa e Currículo

Como programar, planejar e ensina para atendermos as necessidades de nossos alunos?
Programar com base em nossa visão da criança satisfaz as necessidades dos alunos. A criança não é um adulto em miniatura, mas um indivíduo singular com características e necessidades especiais a cada faixa etária. Programar com base em como as crianças aprendem cumprirão as diretivas bíblicas mencionadas.

As Escrituras descrevem os dois focos como (1) evangelismo — alcançar as crianças, levá-las a um compromisso com Jesus Cristo como Salvador e Senhor — ; e (2) discipulado — levá-las a crescer na Palavra de Deus e equipá-la para compartilhar a fé.
A programação eficaz para as crianças inclui estas diretrizes:

(Continuação)
 
7.Ensino da sessão total. Do minuto em que a primeira criança entra na sala de aula até que a última saia, tudo o que for ensinado e experimentado deve apontar para os objetivos da lição da Palavra de Deus. A música, os trabalhos manuais, o versículo para memorizar, a história, as atividades e a conversa dirigida devem todos apontar para esses objetivos declarados da lição. Com crianças, em particular as mais pequenas, precisamos ensinar um conceito e ensiná-lo bem. Esta abordagem de conceito único capacita as crianças a assimilar uma verdade da Bíblia e aplicá-las em suas vidas durante a semana.

8.Grupos grandes e pequenos. O ministério com crianças normalmente tem falta de obreiros. Por conseguinte, as classes são grandes e o pessoal pedagógico pequeno. A relação de professor para alunos deve ser 1:5-6, até crianças de cinco anos, e 1:8-10 nas classes de crianças mais velhas. Grupos grandes são adequados para atuações bíblicas, momentos de adoração, brincadeiras, etc. Grupos pequenos são apropriados para contar histórias bíblicas, aprender atividades e desenvolver aqueles decisivos relacionamentos entre professor e aluno.

9.Lições divididas em unidades. Cada lição ensinada às crianças deve ser parte de um grupo maior de lições chamada unidade. Todas essas lições focalizam-se em um tema ou objetivo da Palavra de Deus. É importante que as lições sejam agrupadas em unidades, porque ensinam as crianças aprenderem melhor tendo um tema ensinado por muitos métodos diferentes.

10.O processo de ensino/aprendizagem. Entender como as crianças aprendem determina nosso ministério de ensino. Elas aprendem por experiências diretas, envolvimento ativo e descoberta pessoal. Nas 125 situações de ensino registradas no ministério de Jesus, em mais de dois terços das vezes o aluno fazia uma pergunta em resposta ao que Jesus fizera ou dissera. O Mestre em ensinar sabia que, se o propósito era ensinar, as palavras tinham de ir junto com as ações. Ele pedia aos alunos, aos discípulos e a outros para serem participantes ativos no processo de aprendizagem. Para Jesus, a aprendizagem era um processo de construção e não somente de transmissão.
 
Trecho extraído de: Manual de Ensino Para o Educador Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.

• Atividade Manual

Para reforçar o ensino da lição, sugerimos a seguinte atividade: Desenhe, em uma folha de papel pardo, a silhueta de uma criança. Prenda, com fita adesiva a folha na parede. Peça para as crianças folhearem revistas para encontrarem gravuras de como Deus as tem abençoado com família, alimentos, brinquedos e amigos. Oriente as crianças para que recortem as gravuras e colem na silhueta. Durante a atividade diga que Deus é amoroso e bondoso, por isso, nos dá tantos presentes.

Desejamos que sua aula seja um sucesso e até a próxima semana se Deus assim permitir.


17/10/2014

Pré Adolescente Lição 03 - Os Dons da Igreja

Pré Adolescente
Lição 03 - Os Dons da Igreja
Texto Bíblico: 1 Coríntios 12:1-11
Objetivos:
Entender a necessidade de cada crente buscar com zelo os dons espirituais;
Listar os nove dons do Espírito mencionados em 1 Coríntios 12.
Enfoque Bíblico:
“Por isso se esforcem para ter os melhores dons. Porém eu vou mostrar a vocês o caminho que é melhor de todos.” 1 Coríntios 12:31
A palavra é:  DONS


Lição 03 - Os dons da Igreja

Texto Bíblico: 1 Coríntios 12.1,7-11

A discussão acerca dos dons espirituais, na igreja em Corinto, girava em torno de pelo menos quatro questões:

• O que eram os dons espirituais;
• Os nomes dos dons – tecnicamente relacionados;
• A finalidade dos dons na igreja;
• O uso correto dos dons, para que a igreja fosse edificada.

Parece que não faltava aos coríntios os “dons ministeriais” e os “auxiliares”. O grande apóstolo faz uma ligeira introdução, lembrando aos coríntios que eles eram gentios levados aos ídolos mudos. E, no versículo seguinte, mostra-lhes a Trindade (1 Co 12.2,3).

Em seguida, descreve os dons espirituais, mostrando sua finalidade e uso correto. Os Coríntios haviam atingido um elevado grau de saber. Era o tempo em que se falava:” Os gregos buscam sabedoria” ( 1Co 1.22). Entretanto, Paulo os adverte de sua ignorância no tocante às manifestações espirituais:
“Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes” (1 Co 12.1).

Em Roma, por exemplo, havia profunda carência de dons, a ponto de o apóstolo expressar preocupação:”Porque desejo ver-vos, para comunicar algum dom espiritual a fim de que sejais confortados” (Rm 1.11).

O apóstolo explica que os dons são “faculdades divinas operando na pessoa humana”, capacitando homens e mulheres a servirem melhor a Deus no crescimento e edificação da igreja:” Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil” ( 1 Co 12.7).
Professor, oriente os seus alunos para buscarem os dons Espirituais, não para a própria glória mas para a edificação do Corpo de Cristo.

Texto extraído do livro: A Existência e a Pessoa do Espírito Santo, CPAD, 1996 pp 67,8.


Juniores Lição 03- Uma dupla dinâmica

Juniores
 Lição 03- Uma dupla dinâmica
Texto Bíblico: Atos 3:1-26
Objetivo: 
Comprovar que a mensagem do evangelho também engloba cura e libertação.
Mostrar que podemos ser perseguidos por pregar o evangelho.
Título da Lição: UMA DUPLA DINÂMICA

Exercitando a Memória:
“Aos que creram será dado o poder de fazer estes milagres:  expulsar demônios pelo poder do meu nome e falar novas línguas; se pegarem em cobras ou beberem algum veneno, não sofrerão nenhum mal; e, quando puserem as mãos sobre os doentes, estes ficarão curados” Marcos 16.17,18

Compartilhando Boas Novas:
 Região Centro-oeste.pinte ou cole a região como foi orientado na aula nº01
veja abaixo sobre a divisão da população desta região em religiões:
católicos 69,44%
Evangélicos 18,87%
Sem religião 7,84%
Afro brasileiras 0,14%
Espiritualista 1,96%
orientais 0,22%
Outras 1,54%


Lição 03 - Uma dupla do barulho

Texto Bíblico: Atos 3.1-26;4.1-34

“Aos que crerem será dado o poder...” (Mc 16.17a).   
As Sagradas Escrituras estão permeadas por histórias de homens e mulheres que creram em Deus e experimentaram do seu poder. Nenhuma adversidade, por mais intensa e intransigente que fosse, foi eficiente o bastante para desestruturar a vida daqueles que viveram sinceramente pela fé.  
Muitos veem o leão rondado, mas o servo de Deus vê o anjo guardandoDaniel.
Muitos vêem a chegada da tempestade, o que teme a Deus e crê no seu poder vê o arco da aliança como Noé.
Muitos temem o gigante, o servo fiel apenas observa a trajetória da pedra, cravando a fronte do gigante.
Para experimentarmos o poder de Deus, precisamos crer, confiar e depositar a nossa fé nEle

Texto baseado no livro: Habacuque, a Vitória da fé em meio aos caos, CPAD

Boa ideia!

Professor desenhe uma tabela, conforme o modelo abaixo e distribua para os alunos. Eles devem preencher a coluna da direita.

Experimentaram o pode de Deus                  x         Quando e como foi essa experiência?

Sansão
Elias
Davi
Pedro
Noé
Jonas
Paulo

(Nome do aluno)

Primários Lição 03- Sirvo a um Deus que me dá coragem

Primários
Lição 03- Sirvo a um Deus que me dá coragem
Texto Bíblico: Juízes 6.1-23
Objetivo:
Explicar que é bom servirmos a um Deus que nos enche de coragem.
Memória em ação: 
"Ó Deus Eterno,tu ouvirás as orações dos que são perseguidos e lhes dará coragem." Salmos 10.17
Frase do Dia:
Eu sirvo a Deus porque ele me dá coragem.
Lembrancinhas:

Lição 03 - Sirvo a um Deus que me dá coragem


Texto Bíblico: Juízes 6.1,11-23

Gideão  sabia a sua missão, mas disse: “Senhor, eu quero que tu me dê um sinal”. Ele estendeu uma porção de lã ao ar livre. Na primeira noite disse: Se a lã ficar molhada e o capim, seco, então aceitarei que é uma confirmação da chamada de Deus. E foi exatamente o que Deus fez. Gideão poderia ter ficado satisfeito, mas ele disse:” Senhor, sinto muito, mas quero que tu me  perdoes antecipadamente, pois eu vou pedir mais um sinal.  Vou colocar a lã fora mais uma vez, hoje, à noite; se acontecer justamente o contrário, então terei fé suficiente.”

Muitos dizem que ele não era um homem de grande fé, porque ele deveria ter obedecido da primeira vez que Deus lhe ordenara o que fazer. Mas ele pediu um sinal extra; e quando o Senhor já tinha dado uma confirmação, exigiu outra: “Senhor, eu quero mais uma confirmação, exigiu outra: “Senhor, eu quero mais uma confirmação.” - Teria sido um sinal de incredulidade?

O que você acha? Por outro lado, acho que é preciso ter muita fé para crerque Deus vai dar uma confirmação. Por isso digo que pedir uma confirmação é um sinal de fé. Naturalmente, não teremos nunca excesso de fé. Sempre pedimos uma ou duas confirmações em cada decisão que vamos tomar. Com Gideão não foi diferente.

Texto adaptado do livro: Edificando o Mundo em Ruínas, CPAD

Jardim de infância Lição 03- Aprendendo a perdoar

Jardim de infância
Lição 03- Aprendendo a perdoar
Texto Bíblico: 1Samuel26: 1-25
Objetivo da lição: Que a criança aprenda que devemos perdoar as pessoas assim como Deus nos perdoa.
Versículo visualizado:
“...Perdoa as nossas ofensas como também nós perdoamos as pessoas que nos ofenderam...” Mateus 6.12
Palavra do dia: PERDÃO
Lembrancinhas:


Lição 03 - Aprendendo a perdoar


Texto Bíblico 1 Samuel 26.1-25

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é que a criança aprenda que devemos perdoar as pessoas como Deus nos perdoa.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• A palavra-chave da aula de hoje é “PERDÃO”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Papai do céu nos ajuda a perdoar”.

Para refletir

• A condição para recebermos o perdão de Deus é estarmos prontos para também perdoar as pessoas que nos ofendem e magoam. No gesto do perdão, revelamos nossa identidade de cristãos, manifestando o amor de Deus. Você já pensou que perdoar é subir a escada mais elevada do amor pelas pessoas que nos entristeceram? É o amor que cura as feridas do coração e devolve nossa alegria e amizade.

Regras Práticas para os Professores

• Como sempre recomendamos, estude a lição com bastante antecedência, a fim de preparar algo novo e diferente para não ficar restrito ao que está na revista.

• Você, professor, já notou o quanto é importante conhecer os seus alunos, chamando-os pelo nome, sentindo suas necessidades, conhecendo suas atitudes, hábitos e habilidades? Quando você alcançar este grau de conhecimento poderá sentir que é necessário dosar o conteúdo, de modo que satisfaça as necessidades do aluno e respeite, ao mesmo tempo, suas limitações. Você sentirá que não é aconselhável transmitir muitos conceitos numa única aula, porque, dessa forma, não haverá tempo suficiente para abordar aqueles aspectos essenciais.

Juniores, Estudando a Bíblia Mestre 5/6. Rio de Janeiro, CPAD.

Sugestões de Atividade

Para reforçar o ensino da lição sugerimos que depois de contar a história bíblica você faça a seguinte atividade: Sente-se com as crianças em círculo no chão da classe. Estenda uma folha de papel pardo no centro da roda de modo que todos possam vê-la. Em seguida, trace uma linha vertical, dividindo a folha em duas partes, e escreva de um lado “coisas fáceis de perdoar”, e de outro, “coisas difíceis de  perdoar”. Depois,  pergunte às crianças: “O que você normalmente faz quando outra criança te machuca, xinga ou bate?” É fácil perdoar? Depois, peça que as crianças façam um “X” bem grande, cortando os dois lados, e explique que temos de perdoar a tudo e a todos. Quando temos dificuldade em perdoar alguma coisa, precisamos orar e pedir que Deus nos ajude.

Maternal Lição 03: Louve a Deus porque Ele nos ouve!

Maternal
Lição 03: Louve a Deus porque Ele nos ouve!
Texto Bíblico: 1 Samuel 1.1-20;
Objetivo: Que a criança sinta o desejo de louvar a Deus porque Ele ouve as nossas orações.
versículo visualizado:
 “ Eu louvo a Deus porque porque ele não deixou de ouvir a minha oração...”
Salmos 66.20
Palavra do dia:: Oração
Lembrancinhas:

Lição 03 - Louve a Deus porque Ele nos ouve!

Texto Bíblico 1 Samuel 1.1-20; 2.1-10

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “ORAÇÃO”. O objetivo é que elas sintam o desejo de louvar a Deus porque Ele ouve as nossas orações.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• A palavra-chave da aula de hoje é “oração”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Vamos louvar ao Papai do céu que ouve as nossas orações.”

Para refletir

• Ana louvou a Deus em forma poética pela resposta de suas petições por um filho. O tema de sua oração é sua confiança na soberania do Senhor e sua gratidão por tudo o que Deus fez por ela. Maria, a mãe de Jesus, tomou-a como modelo para seu próprio hino de louvor, que o chamamos de magnífico (Lc 1.46-55). Como Ana e Maria, devemos confiar no controle definitivo do Senhor sobre os acontecimentos em nossas vidas e ser gratos pela forma como Deus nos abençoa. Ao louvarmos ao Senhor por todas as suas boas dádivas, reconhecemos seu controle soberano sobre todas as situações de nossa vida.

Trecho extraído e adaptado de: Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro, CPAD.

Regras Práticas para os Professores

Como podemos ser eficientes em ensinar as crianças de um modo que agrade a Deus?

Vamos apresentar, a cada semana, um plano que pode auxiliá-lo a realizar esta tarefa. Vamos chamar este plano de “Ciclo Educacional Para Ensinar Crianças”. O ciclo educacional fornece orientações pelas quais um ministério de ensino eficaz pode ser planejado e programado.

Metas e Objetivos

Como devemos satisfazer as necessidades da criança?

Aqui estão doze metas para a escola, igreja ou casa.

1.    Apresente cada criança à Bíblia como a santa Palavra de Deus.
2.    Lance os fundamentos para as primeiras doutrinas bíblicas no nível mental e espiritual da criança.
3.    Leve cada criança a Jesus Cristo.
4.    Forneça um programa equilibrado de adoração, instrução, comunhão e expressão.
5.    Dê oportunidades para o ensino de qualidade da Palavra de Deus — conteúdo e aplicação.
6.    Saiba e entenda as características e necessidades das crianças de todas as faixas de idade.
7.    Forneça um programa de treinamento contínuo para todos os professores e pais.
8.    Providencie instalações e equipamentos adequados.
9.    Incentive a diversidade na seleção e uso de métodos e materiais criativos em todos os ministérios com crianças.
10.  Mantenha registros para o acompanhamento de visitantes e ausentes.
11. Estimule os líderes, professores e pais a avaliarem seus ministérios, reparando nos pontos fortes e fracos com metas específicas para melhoramentos.

Continuaremos na próxima semana com as diretrizes que uma programação eficaz para crianças deve incluir.

Trecho extraído de: Manual de Ensino Para o Educador Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.

Atividade lúdica

Ana louvou a Deus porque Ele ouviu suas orações. Para reforçar o ensino da lição, você poderá preparar um cartaz com vários envelopes coloridos com o nome dos seus alunos. Depois de contar a história bíblica, distribua folhas de papel e lápis de cor.  Todas as crianças deverão desenhar algo que gostariam de receber de Deus. Depois, elas vão colocar os desenhos nos envelopes.  Em seguida ore com todos os alunos. Diga que o Papai do céu sempre ouve e responde as nossas orações, por isso vamos louvar o seu nome. 



07/10/2014

Pré Adolescente Lição 02 - O Espírito Santo e a igreja

Pré Adolescente
Lição 02 - O Espírito Santo e a igreja
Texto Bíblico: Atos 2:1-4, 16-17.
Objetivos:
Entender a necessidade de buscar o poder do Espírito Santo;
Reconhecer que o Espírito Santo Continua operando na Igreja.
Versículo visualizado:”Porém quando o Espírito Santo descer sobre vocês, vocês receberão poder e serão minhas testemunhas” Atos 1.8a
Palavra do dia: Espírito Santo

Nota:
O batismo no Espírito Santo é a maior necessidade do cristianismo atual. A maior necessidade de cada homem do mundo é receber Jesus como seu Salvador. mas a maior necessidade de cada crente é receber o batismo no Espírito Santo e viver nesse poder. E essa benção pertence a todos os crentes, em todosos tempos. A bíblia diz: "Porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus, nosso Senhor, chamar" (Atos 2:39)
O Espíritoa Santo desempenha uma série de papeis na vida do crente e, portanto, para que o crente teha uma vida abundantena obra do Senhor, precisa estar revestido do oder do Espírito. São muitas as atividades do Espírito Santo em nossa vida podendo ser conhecidas algumas delas, conforme enumeradas abaixo:

O ESPÍRITO SANTO:
1 -FALA, Jo 16:13.
2- SANTIFICA,1 Pe 1:2.
3 -ENSINA, Jo 14:26.
4 - INTERCEDE, Rm 8:26.
5 - ORDENA, At 16:6,7.
6 - EDIFICA E CONSOLA, At 9:31.
7 - CONVENCE o mundo do seu pecado, da justiça e do juízo, Jo 16:8-11.
8 - Nos santifica e será o agente da nossa ressurreição, Rm 8.11.
9 - REVESTE O CRENTE DE PODER, Lc 24: 49.
10 -INSPIRA a Palavra de Deus , a Bíblia, a pregação e o próprio crente para realizar a Sua obra. 1Co 12:7,11.


Lição 02 - O Espírito Santo e a igreja
Professor explique aos alunos que nos tempos do Antigo Testamento, o...



Texto Bíblico: Atos 2.1-4,16-17

Professor explique aos alunos que nos tempos do Antigo Testamento, oEspírito de Deus vinha sobre indivíduos isolados, ou pequenos grupos, somente em ocasiões especiais e somente de uma maneira temporária, para ajudá-los a cumprir os objetivos de Deus (Êx 31.3; Jz 14.6; 1 Sm 16.13). Como os apóstolos estavam reunidos em Jerusalém para a festa de Pentecostes, era chegada a hora do cumprimento da promessa de Cristo de enviar o seu Espírito de forma completa e permanente sobre todos os crentes (Lc 24.49; Jo 14.16,17, 26; 16.5-15). Este maravilhoso derramamento de Deus forneceu aos crentes o poder sobrenatural para levarem a mensagem transformadora de vidas do Evangelho até os confins da terra (At 1.8). Este foi o dia em que Cristo cumpriu a sua promessa de enviar o Ajudador, o Consolador, o Espírito Santo que iria residir permanentemente naqueles que depositassem a sua fé em Cristo. E que dia foi esse! O derramamento individualizado que Deus fez do seu Espírito na vida de 120 crentes resultou num derramamento efetivo da sua história, transformando a vida de três mil pessoas em um único dia.

O Dia de Pentecostes era uma festa anual celebrada no dia seguinte ao sétimo sábado depois da páscoa (Lv 23.15,16). Como a data era determinada pela passagem de uma “semana” dentre algumas semanas (sete semanas), era frequentemente chamada de Festa das Semanas. A palavra “Pentecostes” significa “cinquenta”, e a festa tinha este nome porque era comemorada cinquenta dias depois da Páscoa. Pentecostes era uma das três maiores festas anuais celebradas pelos judeus (juntamente com a Páscoa, cinquenta dias antes, e a Festa dos Tabernáculos, aproximadamente quatro meses depois). Jesus foi crucificado na época da Páscoa e subiu aos céus quarenta dias depois da sua ressurreição. O Espírito Santo veio cinquenta dias depois da ressurreição, dez dias depois da ascensão.

O termo todos se refere aos 120 crentes mencionados em 1.15(Atos). O mesmo lugar onde eles estavam era, provavelmente, o mesmo cenáculo mencionado em Atos 1.13. Muito provavelmente, os crentes estavam orando, como tinha sido seu costume regular durante o período que se iniciou com a ascensão.

O Espírito marca o início da experiência cristã. Ninguém pertence a Cristo se não tiver o seu Espírito (Rm 8.9); ninguém está unido a Deus sem o seu Espírito ( 1 Co 6.17); ninguém é adotado como filho de Deus sem o seu Espírito ( Rm 8.14-17; Gl 4.6,7); ninguém está no corpo de Cristo (em completa plenitude) exceto pelo batismo no Espírito (1 Co 12.13).

Texto extraído do: Comentário do Novo Testamento Aplicação Pessoal, vl 1, CPAD


Juniores Lição 02 - Um Vento do barulho

Juniores
Lição 02 - Um Vento do barulho

Texto Bíblico: Atos 2:1-42

Objetivo: Demostrar que Jesus enviou o Espírito Santo para nos ajudar na divulgação do evangelho.

Título da Lição: UM VENTO DO BARULHO

Versículo para memorizar: “...Quando o Espírito Santo descer sobre vocês, vocês receberão poder e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria e até nos  lugars mais distantes da terra.”  Atos 1:8
  
Compartilhando boas novas:
 Na semana passada oramos pela região norte, esta semana iremos orar pela região nordeste. Você pode imprimir este mapa abaixo, um para cada criança e pedir para que pintem a região que orarem na semana. Deve pintar a região uma de cada cor.
Ou pode ampliar em tamanho bem grande, uma cartolina ou papel madeira e expor na sala de aula e a cada semana pede para que todas as crianças pintem a região em destaque.

Curiosidade: Na região nordeste a divisão da população por grupos religiosos:
Católicos 80,30%
Evangélicos 10,26%
Sem religião 7,66%

Afro-Brasileiro  0,11%
Espiritualista  0,56% 
Orientais  0,06% 
Outras Religiões 1,05%



Lição 02 - Um Vento do barulho

Texto Bíblico: Atos 2.1-42

Professor explique aos alunos que nos tempos do Antigo Testamento, oEspírito de Deus vinha sobre indivíduos isolados, ou pequenos grupos, somente em ocasiões especiais e somente de uma maneira temporária, para ajudá-los a cumprir os objetivos de Deus (Êx 31.3; Jz 14.6; 1 Sm 16.13). Como os apóstolos estavam reunidos em Jerusalém para a festa de Pentecostes, era chegada a hora do cumprimento da promessa de Cristo de enviar o seu Espírito de forma completa e permanente sobre todos os crentes (Lc 24.49; Jo 14.16,17, 26; 16.5-15). Este maravilhoso derramamento de Deus forneceu aos crentes o poder sobrenatural para levarem a mensagem transformadora de vidas do Evangelho até os confins da terra (At 1.8). Este foi o dia em que Cristo cumpriu a sua promessa de enviar o Ajudador, o Consolador, o Espírito Santo que iria residir permanentemente naqueles que depositassem a sua fé em Cristo. E que dia foi esse! O derramamento individualizado que Deus fez do seu Espírito na vida de 120 crentes resultou num derramamento efetivo da sua história, transformando a vida de três mil pessoas em um único dia.

O Dia de Pentecostes era uma festa anual celebrada no dia seguinte ao sétimo sábado depois da páscoa (Lv 23.15,16). Como a data era determinada pela passagem de uma “semana” dentre algumas semanas (sete semanas), era frequentemente chamada de Festa das Semanas. A palavra “Pentecostes” significa “cinquenta”, e a festa tinha este nome porque era comemorada cinquenta dias depois da Páscoa. Pentecostes era uma das três maiores festas anuais celebradas pelos judeus (juntamente com a Páscoa, cinquenta dias antes, e a Festa dos Tabernáculos, aproximadamente quatro meses depois). Jesus foi crucificado na época da Páscoa e subiu aos céus quarenta dias depois da sua ressurreição. O Espírito Santo veio cinquenta dias depois da ressurreição, dez dias depois da ascensão

Texto extraído do: Comentário do Novo Testamento Aplicação Pessoal, vl , CPAD


Primários Lição 02 - Sirvo a um Deus vitorioso

Primários
Lição 02 - Sirvo a um Deus vitorioso

Texto Bíblico: Juízes 4:1-23  e   5:1-31
Objetivo: Enfatizar que é bom servir a um Deus que nos dá vitória.

Memória em ação: “ Se Deus está do nosso lado, Quem poderá nos vencer? Ninguém!” Romanos 8:31

Frase do dia: Eu sirvo Deus porque Ele me ajuda a vencer.

Lembrancinhas:



Lição 02 - Sirvo a um Deus vitorioso

Texto Bíblico: Juízes 4.11-23;5.1-31

“Coragem não é não ter medo; é fazer o que é preciso, apesar do medo. Afinal, situações comuns, que não inspiram temor, não exigem coragem. Você tem enfrentado situações que demandam coragem? A coragem dada por Deus está ao dispor de todo servo fiel. Gostamos de pensar em Débora como a profetisa e juíza de Israel, sentada sob uma palmeira, resolvendo conflitos nacionais. Esquecemo-nos dela como a mulher de Lapidote, que no papel de esposa, governa a sua casa e preparava o prato predileto do marido. E o que dizer de Jael, a quem coube a honra pela derrota do capitão Sísera? Talvez Jael não fosse capaz de reunir um exército de dez mil homens, como fez Débora, mas sabia como servir uma taça de coalhada; era tarefa comum em seu dia-a-dia. Com a coragem dada por Deus, e pondo ao seu dispor as suas habilidades cotidianas, Jael distraiu o inimigo com um copo de leite, e no momento oportuno, cravou-lhe na fronte uma estaca da tenda. A sua mão teria tremido, ao estender a Sísera a taça de leite, com nata boiando por cima? Teria o seu coração perdido o ritmo, ao caminhar para onde ele se achava adormecido, pé ante pé, com a estaca uma das mãos e o martelo na outra? É bem provável  que sim, mas aplicava no mundo real a fé que depositava em Deus, e por isso foi encorajada por Ele, e dEle recebeu forças para a difícil tarefa”(Marta Doreto).
Professor, confie em Deus é Ele quem lhe dá forças para continuar a caminhada.

Boa ideia!

Você vai precisar de papel cartão, tesoura cola, cola colorida e um molde de escudo grande.
Desenhe e recorte no papel cartão o escudo ( De acordo com o número de alunos). Solicite às crianças que escrevam com cola colorida o título da lição: “Sirvo a um Deus vitorioso”. Recorte tiras de papel cartão e cole atrás do escudo, formando uma alça (deve dar para as criança colocarem o braço). No término da aula leia o título da lição com as crianças.  

Jardim de infância Lição 02 - Aprendendo a dizer obrigado

Jardim de infância
Lição 02 - Aprendendo a dizer obrigado

Texto bíblico: Lucas 17:11-19

Objetivo: Aprender que devemos dizer obrigado como forma de agradecimento às pessoas e a Deus.

Versículo visualizado: “...E sejam agradecidos a Deus em todas as ocasiões...” 1 Tessalonicenses 5.18

Palavra do dia: Agradecer
Lembrancinhas:




Lição 02 - Aprendendo a dizer obrigado
Texto Bíblico Lucas  17.11-19

De professor para professor

Prezado professor, neste domingo o objetivo da lição é que a criança aprenda que devemos dizer obrigado como forma de agradecimento às pessoas e a Deus.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• A palavra-chave da aula de hoje é “AGRADECER”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Sejam agradecido ao Papai do céu”.

Para refletir

• “Jesus curou todos os dez leprosos, mas só um retornou para agradecer. É possível receber grandes dádivas de Deus com um espírito ingrato; nove dos dez homens fizeram isso. Porém, somente o agradecido aprendeu que sua fé tinha representado um papel importante em sua cura. Semelhante, apenas os cristãos agradecidos crescem no entendimento da graça de Deus. E o Senhor usa a nossa reação para ensinar mais sobre Ele!”

Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro, CPAD

•    Regras Práticas para os Professores

• A quem você se dirige quando precisa de orientação? Você procura um colega professor, o seu cônjuge, o seu pastor? Deus quer que você se dirija a Ele — em primeiro lugar, porque Ele tem a melhor orientação, e em segundo lugar, porque Ele deseja ter um relacionamento com você.
Assim, da próxima vez que tiver dúvidas — confuso e precisando de orientação — evite o seu curso de ação com base nas aparências, falsas evidências e boatos. Passe pela sala do trono e tenha uma conversa com o seu Pai celestial. Ele ficará feliz em lhe dar a orientação de que você precisa e abençoar o resultado.

“Se pedirmos, Deus dará orientações para que não fiquemos perdidos.”

Graça Diária Para Professores: Reflexões Devocionais para Alimentar a sua Alma. Rio de Janeiro, CPAD.

• Sugestões de Atividade

Para ajudar na memorização e reforçar o ensino do versículo bíblico, sugerimos que você disponha os alunos em círculo. Um dos alunos segura uma bola e com a sua ajuda fala a primeira palavra do versículo e lança-a para outro. Este deve dizer a segunda palavra e passar a bola adiante. Continue até completar todo o verso. Todos devem participar; por isso, não importa se o versículo tiver de ser repetido mais de uma vez.



Maternal Lição 02 - Louve a Deus pela vitória!

Maternal
Lição 02 - Louve a Deus pela vitória!
Texto bíblico: Êxodo 14:15-31
Objetivo: Que a criança aprenda a louvar a Deus pelas vitórias que Ele nos dá.
Versículo visualizado: “Cantarei ao Senhor porque Ele conquistou uma vitória maravilhosa”. Êxodo 15.1
Palavra do dia: Vitória
Lembrancinhas:



Lição 02 - Louve a Deus pela vitória!

Texto Bíblico Êxodo 14.15-31; 15.1-21

De professor para professor

Prezada professora, neste domingo as crianças terão a oportunidade singular de compreenderem o significado da palavra “VITÓRIA”. O objetivo é que elas aprendam que devemos louvar somente ao Papai do céu.

• Faça uma recapitulação da aula anterior. Pergunte qual foi a palavra-chave estudada e qual o versículo aprendido.

• A palavra-chave da aula de hoje é “vitória”. Então, durante o decorrer da aula, repita a frase: “Vamos louvar ao Papai do céu pelas vitórias que Ele nos dá.”

Para refletir

• A música constituía uma importante parte a adoração e celebração de Israel. Cantar era uma expressão de amor e gratidão e também umaforma criativa de passar adiante as tradições orais. Alguns dizem que este cântico de Moisés é o mais antigo registrado no mundo. Trata-se de um poema épico festivo celebrando a vitória de Deus e enlevando os corações e as vozes do povo. Após terem sido livres de grandes perigos, cantaram de alegria! Salmos e hinos são formidáveis para expressar alívio, louvor e gratidão quando você estiver passando por dificuldades.

Trecho extraído e adaptado de:
Bíblia de Estudo Aplicação Pessoal. Rio de Janeiro, CPAD.

• Regras Práticas para os Professores

Como podemos ser eficientes em ensinar as crianças de um modo que agrade a Deus?

Vamos apresentar, a cada semana, um plano que pode auxiliá-lo a realizar esta tarefa. Vamos chamar este plano de “Ciclo Educacional Para Ensinar Crianças”. O ciclo educacional fornece orientações pelas quais um ministério de ensino eficaz pode ser planejado e programado.

Metas e Objetivos

Como devemos satisfazer as necessidades da criança?

Como satisfazemos essas necessidades em nosso ministério de ensino na igreja, em casa e na escola? Para facilitar o ensino, nossas metas para o ministério com crianças caem em duas categorias: (1) Metas para a criança e (2) metas para a instituição (igreja, casa ou escola).
Um modo empolgante de desenvolver metas é reunir num final de semana os líderes da igreja e principais professores para planejar. Sugira, em livre debate, metas e objetivos para casa área (espiritual, mental, social e física) e para cada nível de idade/escolar. Essas metas darão aos líderes e professores a direção a seguir no ano seguinte. Também fornecerão base para avaliação de desempenho do professor e desenvolvimento dos alunos ao final do ano.

Continuaremos na próxima semana com doze metas para a escola, igreja ou casa.

Trecho extraído de:
Manual de Ensino Para o Educador Cristão. Rio de Janeiro: CPAD, 1999.

• Atividade lúdica

Miriam louvou a Deus pela vitória usando um pandeiro. Então, que talinventar uma bandeirola diferente para louvarmos ao Senhor?
Para reforçar o ensino da lição sugerimos uma atividade manual. Tome nota do material que você vai precisar: palitos de churrasco, fita adesiva e tiras de papel crepom coloridas. Prenda, com a fita adesiva, várias tira de papel crepom no palito de churrasco. Use uma tira de cada cor. Está pronta a bandeirola. 


Poderá também gostar de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...